212 720 140 | 939 430 940 infor@cparoquial-covapiedade.pt

A CULTURA ABERTA INICIA MAIS UM ANO DE ATIVIDADES EM FESTA

11

OUTUBRO, 2017

Cultura
Sénior
Atividades

A festa da Cultura Aberta assinalou o começo de mais um ano letivo. O evento decorreu no Centro de Documentação da Ramalha, no Pragal, permitindo o primeiro momento de convívio entre alunos e professores.

A entrega da “Chama da Solidariedade” pelas crianças do Equipamento do Bairro à Cultura Aberta marcou o início desta festa que teve como objetivo dar a conhecer aos antigos e novos alunos o programa de atividades para este ano, bem como os professores de cada área. Ginástica, Música, Dança, Teatro, Fado, Percursos Pedestres, Alfabetização, História de Arte, Atelier’s, são apenas algumas das atividades que vão fazer parte do programa mas muitas outras vão ser proporcionadas aos alunos.

A Cultura Aberta é uma forma de ocupação, em que o grande objetivo passa por promover a integração das pessoas na comunidade e evitar o isolamento das mesmas «que as pessoas não se isolem em casa porque muitas vezes quando se reformam não sentem ainda necessidade de ir para um centro de dia mas também não querem ficar em casa, a cultura aberta surge assim como uma resposta a essas necessidades que as pessoas têm» explicou a coordenadora Carla Martinho.

Em relação ao papel dos professores no grupo, Carla Martinho, referiu ser um trabalho de voluntariado que é desenvolvido, sendo também benéfico para estes pois têm a oportunidade de partilhar aquilo que aprenderam, as suas experiências e conhecimentos adquiridos ao longo dos anos de trabalho que exerceram.

Sobre esta questão, uma das professoras de Alfabetização, Albina Rodrigues, falou sobre a sua experiência como voluntária neste grupo afirmando ser um trabalho útil e compensador «é muito gratificante porque nós sentimos que estamos a fazer um trabalho útil, o voluntariado tem essa componente de nós darmos alguma coisa mas recebermos sempre, se calhar até muito mais do que aquilo que damos».

A leitura, a escrita e o cálculo são as componentes que Albina Rodrigues e Ana Sieres procuram trabalhar, como professoras voluntárias que são, junto dos seus alunos. Ana Sieres falou dos objetivos das aulas «colocá-los em contacto com a escrita, com a leitura e com o cálculo dentro das capacidades que é permitido trabalhar, para que eles fiquem motivados e não sintam que não são capazes de executar as tarefas». Para além da motivação, ambas as professoras referiram que a socialização é um elemento fundamental obtido com este tipo de trabalho pois notam progressos ao nível relacional dos seus alunos, dado que, o que convívio entre eles é sempre estimulado nestas atividades.

A festa ficou marcada pelo momento musical proporcionado pelo grupo Moksha Sound Journeys. Este é um grupo musical recente, formado em junho deste ano, mas que tem vindo a atuar em vários locais e iniciativas, Bruno Teixeira e Ivan Cristiano Gama são os elementos que compõem o grupo que surgiu da amizade entre os músicos e da cumplicidade que têm em relação à música. O projeto junta vários estilos: meditativo, étnico, jazz, contemporâneo, tribal e trance orgânico são alguns dos géneros musicais.

Todos estes estilos são tocados através da mistura de um vasto conjunto de instrumentos de diferentes continentes e culturas proporcionando assim arranjos musicais únicos e originais. Como referiu Ivan Gama, o grande desafio deste projeto para ambos os músicos passa pelo «improviso e pelas atuações únicas e nunca repetíveis» que este tipo de composições sonoras permite fazer, oferecendo-lhes assim toda a liberdade de criação que apreciam.

A presença do grupo neste evento proporcionou assim um momento de cultura especial para todos aqueles que assistiram ao concerto, sobretudo, para um dos utentes da residência Nossa Sra. da Esperança, José Dias, que teve a possibilidade de poder ver a atuação do seu neto Bruno Teixeira.

O começo de ano da Cultura Aberta ficou assim marcado com esta festa que permitiu dar as boas vindas aos seus alunos e desejar um bom ano letivo a todos, que se inicia já no próximo dia 16 de outubro.

 

 

Texto e imagem por:

Marli Almeida,

Departamento de Comunicação

Deseja receber as nossas notícias ainda antes de serem publicadas?

Subscreva a nossa Newsletter.

A Instituição

O Centro Social Paroquial Padre Ricardo Gameiro é uma IPSS de matriz católica. Nasceu há mais de 40 anos no seio da comunidade paroquial da Cova da Piedade, com o objectivo de responder às necessidades sociais existentes.

Newsletter

Siga-nos

Newsletter

Gostava de acompanhar as notícias, eventos ou saber mais sobre a Instituição?
Subscreva a nossa Newsletter e receba no seu email todas as novidades.

Subscrição aceite, bem-vindo!

Newsletter

Gostava de acompanhar as notícias, eventos ou saber mais sobre a Instituição?
Subscreva a nossa Newsletter e receba no seu email todas as novidades.

Subscrição aceite, bem-vindo!

Share This