212 720 140 | 939 430 940 infor@cparoquial-covapiedade.pt

A nossa homenagem ao Bispo de Setúbal que nos deixou a sua amizade

5

OUTUBRO, 2017

Instituição
Comunidade
Diocese

Dom Manuel da Silva Martins, primeiro Bispo de Setúbal e um amigo da nossa Instituição, faleceu no passado domingo, dia 24 de setembro, aos 90 anos de idade em casa de familiares, na Maia, onde se encontrava «fica na História da diocese e do país pela determinação e frontalidade que colocava nas suas intervenções sociais, na defesa da liberdade e na denúncia das desigualdades entre os humanos» refere a Agência Ecclesia em Comunicado, recordando também uma das frases mais marcantes do seu percurso “Nasci bispo em Setúbal, agora sou de Setúbal. Aqui anunciarei o Evangelho da justiça, da paz e do amor”.

Foi na Igreja e na sociedade portuguesa que o Bispo emérito de Setúbal foi uma das vozes que mais se fez ouvir para denunciar as injustiças sociais. Recordamos a sua entrevista à revista “+Social” da nossa Instituição, em que afirma ser necessário a Igreja estar no meio do mundo «A Igreja tem que sofrer com os que sofrem, tem que chorar com os que choram, tem que viver os problemas da sociedade e os problemas do mundo».

 

Desde sempre, desde o início desta que é a nossa “casa”, que D. Manuel Martins foi uma visita constante, sendo para a nossa Instituição fundamental homenageá-lo e agradecer-lhe toda a amizade com a qual sempre nos acarinhou ao longo dos mais de 40 anos da nossa existência. A nossa vice-presidente, Dra. Ana Luísa Caixas, com quem estabelecia uma relação de grande proximidade sobretudo a partir do falecimento do Padre Ricardo a 19 de Janeiro de 2012, deixou como mensagem de agradecimento as seguintes palavras:

«Obrigado, Sr. Dom Manuel Martins,

Paz à sua grande e nobre alma…

Estou-lhe, imensamente, grata por tudo o que me ensinou (servir) e me fez viver (justiça) e até reconhecer que após a morte, a gratidão na presença, pela palavra ou na oração: são verdadeiros valores cristãos.

Neste silêncio, falta-me a sua voz que durante cinco anos e nove meses me despertava, em cada dia 19, para revivermos e celebrarmos a memória do nosso querido Padre Ricardo.

Obrigado pelo incentivo de continuar na obra o meu voluntariado. Festejarei com saudade e muito grata, não só o dia 19 mas também o 24.

Dou graças a Deus, por partilhar com este grande “Pastor” 42 anos da minha vida como cristã e profissional, ao serviço do social. A nossa obra social tem dois intercessores no céu.

Está gravado na minha memória as suas últimas palavras, do último dia 19, que com grande dificuldade proferiu:

“- Ana Luísa reze por mim, prometo que estará sempre presente no meu coração e na minha oração.”

Paz à sua alma! Arauto de uma Igreja de portas abertas!»

 

Para além da amizade que mantinha com a nossa vice-presidente, também outras personalidades o admiravam, como é o caso da ex-presidente da Câmara Municipal de Almada, Dra. Mª Emília Neto de Sousa, que também quis deixar a sua mensagem «Comovida… Muitíssimo! É um grande exemplo a seguir, sempre! Foi um apóstolo exemplar, uma pedra viva da Igreja de Cristo… Um Bálsamo permanente, que sempre me fortaleceu e estimulou com a sua palavra (escrita ou de viva voz) e o seu exemplo, na missão que um dia abracei e também nestes últimos anos. O nosso coração está e estará sempre com ele, ele está em nós. Glória, Glória ao nosso Bispo e Verdadeiro Amigo!».

Sobre quem foi D. Manuel Martins para a nossa Instituição, o nosso Presidente, Padre José Pinheiro, considerou-o ter sido uma inspiração e um exemplo a seguir “Foi inspirador D. Manuel e continua a inspirar-nos naquilo que é a nossa obra social e também no cuidado que devemos ter com os mais necessitados”, deixando a sua marca no nosso Centro e também nos trabalhadores que por cá passaram “De uma forma muito especial marcou o nosso Centro Paroquial a partir de uma grande amizade com o Padre Ricardo Gameiro e também por todos aqueles que estavam mais próximos, os trabalhadores do Centro da altura que foram marcados pelos ensinamentos e pelo testemunho vivo do D. Manuel Martins, não só por palavras, mas pelo exemplo que ele dava no cuidado aqueles que estavam mais necessitados e junto daqueles mais improváveis que à partida não pertenciam à Igreja, que viram no D. Manuel um defensor dos seus direitos e da sua dignidade”.

Algumas crianças da nossa Instituição também prestaram a sua homenagem levando flores até à estátua representativa da sua imagem erguida a 3 de maio de 1998, que se encontra junto à Igreja Nossa Sra. de Fátima, no Laranjeiro, e do Centro Comunitário Cova da Piedade / Laranjeiro, um dos nossos equipamentos de Infância.

Todos estes testemunhos e pequenas homenagens só refletem o carinho e admiração que este nobre homem plantou em cada pessoa que teve oportunidade de o conhecer, de privar com ele, alguém que cumpriu a sua missão, o seu papel como defensor dos ideais, dos valores humanos e da palavra de Deus, na defesa da Liberdade e na luta contra as injustiças sociais.
Um obrigado sentido da nossa Instituição pelo homem que foi e pela amizade que nos deixou…

Obrigada Dom Manuel Martins!
Até sempre

 

 

Texto por:

Marli Almeida,

Departamento de Comunicação

Deseja receber as nossas notícias ainda antes de serem publicadas?


Subscreva a nossa Newsletter.

A Instituição
O Centro Social Paroquial Padre Ricardo Gameiro é uma IPSS de matriz católica. Nasceu há mais de 40 anos no seio da comunidade paroquial da Cova da Piedade, com o objectivo de responder às necessidades sociais existentes.
Newsletter

Siga-nos

Newsletter

Gostava de acompanhar as notícias, eventos ou saber mais sobre a Instituição?
Subscreva a nossa Newsletter e receba no seu email todas as novidades.

Subscrição aceite, bem-vindo!

Newsletter

Gostava de acompanhar as notícias, eventos ou saber mais sobre a Instituição?
Subscreva a nossa Newsletter e receba no seu email todas as novidades.

Subscrição aceite, bem-vindo!

Share This